CCLI Consultoria Linguística Menu
Aprender a aprender: a habilidade mestre do século XXI

Aprender a aprender: a habilidade mestre do século XXI

Já se foram dezenove anos e alguns meses do século XXI e cá estamos nós ainda pensando nas mudanças que este novo tempo nos vem trazendo. Sim, porque já se esperava que muitas mudanças aconteceriam e com elas inúmeros desafios. O futuro com todas suas características digitais já é presente e tivemos que nos abrir para um processo de adaptação e ressignificação das coisas.


Percebe como tudo sofreu influência da Revolução Digital? Experimentamos mudanças no nosso jeito de viver, de nos relacionarmos, pensar, adquirir conhecimento, consumir, trabalhar, fazer negócio, empreender, ensinar, aprender, comunicar-nos e de nos divertir. Estamos em plena fase de transição e acho que o sentimento deverá sempre ser este:

É possível preparar-se para o futuro?

O futurista Benjamin Pring se dedica a pesquisar as tendências no universo da tecnologia, negócios e sociedade. Segundo ele vivemos tempos desorientadores e que fazem emergir novas carreiras e empregos. Ele afirma que se você conseguir se posicionar e adquirir as habilidades corretas, há muita oportunidade. Há uma vastidão de cursos e materiais de treinamento disponíveis a todos nós. Por que não aproveitar? Há muita coisa a se aprender.


Ou seja, se na próxima década muitos trabalharão com um ofício que ainda não existe, como vamos nos preparar para algo que não sabemos o que é? O que se sabe é que empregos que dependem da interação humana têm menos chance de serem extintos. Também é possível saber que as máquinas não serão capazes de substituir ocupações em que resoluções de problemas tenham que ser realizadas, ou as que exijam inteligência emocional e que o trabalho não seja repetitivo.

A melhor forma de se preparar para o mercado de trabalho do futuro


Assim, a melhor forma de se preparar para o mercado de trabalho do futuro é desenvolver o que se convencionou chamar de soft skills, habilidades mais maleáveis que dependem menos de conhecimentos técnicos e específicos. Empatia, ética, trabalho em equipe, flexibilidade, resolução de conflitos liderança são apenas algumas dessas habilidades e competências relativas ao comportamento humano e que já compõem o perfil desejado pelo mercado de trabalho.


Outra característica da influência do aspecto digital na sociedade tem a ver com a rapidez com que um saber se torna obsoleto. Como manter-se atualizado? Bem Pring já nos deu a dica: aprender sempre. Até mesmo porque o saber que conquistamos é a única coisa na vida que é realmente nossa.

Aprendendo a aprender

É hora de colocar luz na habilidade que considero a mais significativa de todas as que emergiram no século XXI: aprender a aprender. Esse conhecimento sobre como os processos cognitivos se dão e as estratégias e recursos que se desdobram a partir deles certamente favorecerá o desenvolvimento das demais habilidade e competências. Pouco nos foi oferecido e desenvolvido em relação a essa habilidade no sistema convencional de ensino. Em um percurso de aprendizagem é importante saber o que queremos aprender, para quê e como faremos. Não importa se o seu desejo é se tornar um especialista ou um generalista. Eles se complementam. O importante é começar e sempre lembrar que aprendizagem demanda tempo, esforço e dedicação.

Você tem analisado seu ânimo de aprendiz recentemente? Sua curiosidade vital diante da vida? O quanto você gosta de aprender e realmente se dedica a isso? Vale a pena embarcar nessa viagem e navegar constantemente. Quando nos damos de presente o amor à aprendizagem e nos esforçamos a entendê-la, nos tornarmos autônomos no processo e a vida se torna cheia de possibilidades. Vamos mergulhar?

Agende seu diagnóstico!

Por: Gabriela Imbernom – Gerente pedagógica da CCLi.