Provavelmente, você já deve ter ouvido aquela frase de que “não se escreve como se fala”. Segundo o site Educação UOL, na língua escrita há mais exigências do que se imagina em relação às regras da gramática normativa. Isso acontece porque, ao falar em inglês (ou qualquer outra língua), as pessoas podem ainda recorrer a outros recursos para que a comunicação ocorra. Já na linguagem escrita, a interação é mais complicada, o que torna necessário assegurar que o texto escrito dê conta da comunicação.

Acontece algo bem parecido ao falar em inglês. Os vícios de linguagem, por exemplo, nos fazem cometer algumas gafes quando falamos em outro idioma e as expressões que usamos na língua portuguesa não têm correspondência direta na língua inglesa — nem em outro idioma. Veja alguns exemplos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.