No dia internacional da tradução, profissionais e estudantes da região tem muito o que comemorar

Em expansão, mercado brasileiro de traduções cresceu 57,3% e movimentou cerca de US$ 18 bilhões, entre 2009 e 2011; Unesp Rio Preto tem curso de referência

O protagonismo do Brasil na economia mundial, a geração de novos negócios no exterior e a vinda de empresas estrangeiras pra o País têm impulsionado o mercado de tradução brasileiro – e a perspectiva é de mais crescimento com a proximidade dos Jogos Olímpicos de 2016. Segundo a empresa americana de pesquisa de marketing Common Sense Advisory, o mercado brasileiro de traduções cresceu 57,3% de 2009 a 2011. No site da Catho, um dos maiores classificados online de empregos do País, há 249 vagas abertas, com salários chegando a R$ 6 mil.

Com o segmento totalmente aquecido, profissionais e estudantes de tradução têm muito o que comemorar no dia 30 de setembro, dia internacional da tradução. A cidade de São José do Rio Preto também tem do que se orgulhar: o curso de Bacharelado em Letras com Habilitação de Tradutor do Ibilce – Unesp, que existe desde 1978, foi classificado no último Guia do Estudante com cinco estrelas. “O nosso curso colabora para o mercado regional e também nacional, formando pessoas capazes de contribuir intensamente com o processo de circulação de ideias, produtos e serviços entre diferentes nações”, afirma Prof. Dr. Celso Fernando Rocha, coordenador do curso no Ibilce. “Trata-se do único curso de Tradução sendo oferecido por uma instituição pública na região. Isso faz com que nossa cidade seja reconhecida como uma fábrica de excelentes tradutores”, ressalta Rocha.

O diretor da CCLi Consultoria Linguística, Daniel Rodrigues, é exemplo de profissional que se formou em Rio Preto e construiu uma carreira sólida. Mestre em Estudos Linguísticos pela Unesp e bacharel em Letras com Habilitação de Tradutor pela mesma universidade, o empresário resolveu empreender e criou uma empresa que não só ensina diversos idiomas, como também presta serviços de tradução a empresas de todo o Brasil. “Percebemos um mercado que estava aberto na região e, hoje, 11 anos depois, temos a certeza de que foi uma aposta certeira”, diz. “Os trabalhos são em diversas áreas, desde traduções de manuais ou textos acadêmicos até interpretação simultânea em grandes eventos”.

Mesmo os centros urbanos concentrando a maior demanda por tradução, a profissão ultrapassa as questões geográficas. “Nesse mundo conectado, o tradutor pode desempenhar suas atividades em casa, trabalhando como profissional autônomo ou para alguma agência de tradução, muitas vezes localizada a centenas de quilômetros do seu cliente”, diz Rocha. O coordenar acrescenta que o profissional também pode se submeter aos concursos para tradutor público e interprete comercial nas Juntas Comerciais do Brasil. “O mercado está em expansão, o volume de traduções aumentou sobremaneira nos últimos anos e o campo de atuação só tende a aumentar”.

Comente

aprender espanhol Mais notícias

11 agosto

5 motivos para um universitário aprender espanhol

Com o desenvolvimento da América do Sul, o espanhol tornou-se uma língua tão…


Notice: Undefined variable: cacheBlock in /home/cclinet/www/wp-content/themes/ccli/single.php on line 72

Fatal error: Call to a member function end() on null in /home/cclinet/www/wp-content/themes/ccli/single.php on line 72